Deputado Gilmar Fernandes Quintanilha (DEM-RJ) apresentou a comissão de constituição e justiça da câmara dos deputados em Brasília um projeto extremamente polêmico que já está causando discórdias mesmo antes de ir ao plenário para votação. O projeto encaminha a proibição da comercialização e utilização do sutiã com bojo no Brasil.

Segundo o deputado Gilmar Fernandes Quintanilha este acessório promove o crime da propaganda enganosa na medida em que sugere que o busto da mulher seja proeminente e rígido como parece na forma ajustada pelo sustentáculo íntimo da mulher.

acabe com dores

Quintanilha afirma que “o jogo da sedução se dá numa relação de oferta e procura. As mulheres se valem de adereços desonestos para publicizar seus corpos e potencializar sua possibilidade de sedução. Usar elementos que driblam a percepção plena do produto que o consumidor irá consumir é crime”.

É ainda mais enfático ao dizer que “é deveras frustrante para o homem ao desabotoar o sutiã e perceber o seio da sua desejada desabar abruptamente. Perdemos a excitação e somos abatidos pela frustração de termos sido enganados por este truque infame”.

Do ponto de vista legal a publicidade enganosa é compreendida como aquela que mente sobre produtos ou serviços ou deixa de dar informações básicas ao consumidor, levando-o ao erro. Caso a comissão de constituição e justiça reconheça legalidade no projeto ele deve ser votado em junho deste ano.

 

 

Comentários

Comentários